Bebês prematuros têm mais dificuldade em vida amorosa quando adultos, diz estudo

Bebês prematuros têm mais dificuldade em vida amorosa quando adultos, diz estudo Pessoas que nascem prematuras têm mais dificuldade de se relacionar amorosamente e fazer sexo quando adultos e, consequentemente, de ter filhos. É o que apontou uma pesquisa feita por cientistas da Universidade de Warwick, no Reino Unido, e publicada na revista científica JAMA Network Open. Os pesquisadores estudaram mais de 4 milhões de pessoas para identificar os efeitos sobre como o nascimento prematuro afeta a personalidade da pessoa. Os cientistas revelaram que prematuros têm uma maior tendência a serem tímidos e retraídos, o que dificulta o desenvolvimento social deles.
Entre as descobertas, está a de que pessoas que nasceram com mais de três semanas de antecedência podem ter até 28% menos chance de engatar um relacionamento amoroso e 22% menos probabilidade de ter filhos, em comparação com as que nasceram no tempo normal. A reportagem da Super Interessante ainda destaca que a vida sexual também sai prejudicada. A pesquisa apontou que enquanto 98% das pessoas por volta dos 26 anos relataram terem feito sexo pelo menos uma vez, apenas 78% das que nasceram antes da hora com a mesma faixa etária disseram o mesmo. O estudo ainda revela que a tendência é que esses índices piorem a depender de quão prematura a criança nasce. Ou seja, aquelas com uma gestação mais curta serão mais acometidos pelos efeitos na vida adulta. Esses resultados são baseados em uma amostra de 4,4 milhões de pessoas, vindas de 12 países.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.