Postagens
recent

Renan Filho (MDB) é reeleito governador de Alagoas

Renan Filho (MDB) é reeleito governador de Alagoas — Foto: Magda Ataíde/G1
Renan Filho (MDB) foi reeleito governador de Alagoas neste domingo (7) com 791.816 votos, o equivalente a 77,99% dos votos válidos apurados por vota de 20h18. O emedebista ficou à frente de Josan Leite (PSL), que teve 10,47% dos votos (veja a apuração completa para governador, senador e deputados). Biografia O economista José Renan Vasconcelos Calheiros Filho, de 38 anos, foi eleito para o primeiro mandato no governo do Estado em 2014, com 52,16% dos votos válidos, se tornando o mais jovem governador da história de Alagoas. Filho mais velho de Renan Calheiros (PMDB) e de Verônica Rodrigues Calheiros, Renan Filho nasceu no dia 8 de novembro 1979, em Murici, onde acompanhou na infância a carreira política do avô, Olavo Calheiros, e do pai. Em 1995, Renan Filho mudou-se para Brasília, onde concluiu o ensino médio e se formou em Economia pela Universidade de Brasília (UNB). Após a faculdade, passou a trabalhar com o pai no Senado. Em 2013, concluiu um curso de extensão em Políticas Públicas, na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Na política, Renan Filho começou cedo sua trajetória. Foi eleito aos 25 anos prefeito da cidade de Murici, na Zona da Mata alagoana, em 2004. Em 2008 ele foi reeleito, deixando o cargo em 2010, quando foi eleito deputado federal. Casado com a administradora Renata Pires Calheiros, Renan Filho é pai de dois meninos: Davi e João. Campanha A vitória de Renan Filho reflete o comportamento das pesquisas eleitorais. No primeiro levantamento feito pelo Ibope, ele aparecia com 46% das intenções de votos. No levantamento seguinte, ele tinha 65% e no último, 83% da intenção dos votos válidos. Filho foi alvo constante alvo dos ataques dos adversários durante a campanha, que criticaram os índices de violência e educação do estado, e até o fato de a família dele estar no poder há anos. A ausência dele em um dos debates também foi motivo de questionamentos. A coligação “Avança Mais Alagoas” foi formada pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e outros 16 partidos. Os gastos da campanha, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), foram de R$ 1,9 milhão. Propostas Para convencer o eleitorado a mantê-lo no cargo, Renan Filho apresentou, durante a campanha, alguns de seus feitos neste primeiro mandato, além de fazer novas promessas. Na área da Segurança Pública, ele diz que vai ampliar o projeto "Ronda no Bairro" para a parte alta de Maceió, nos bairros do Tabuleiro e do Benedito Bentes. Já na área da mobilidade, ele afirma que será dada continuidade às obras de duplicação da rodovia AL-101 Norte, que já têm recursos para o trecho até a Barra de Santo Antônio. O governador reeleito prometeu também realizar concursos todos os anos para professores, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, e um novo certame para a Polícia Civil, além de ampliar a instalação dos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps) no interior. Ele também diz que vai incentivar os vários setores da economia no estado, como a cadeia produtiva química do plástico, o turismo, o comércio e a agricultura, com foco na agricultura familiar. Confira o resultado da votação Renan Filho (MDB): 77,99% (791.816) Josan Leite (PSL): 10,47% (106.270) Pinto de Luna (PROS): 7,38% (74.953) Basile (PSOL): 4,16% (42.277) Melquezedeque Farias (PCO): 0% Melquezedeque Farias (PCO) teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O candidato foi considerado inapto, mas como ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele pôde ser votado nesta eleição. Segundo o TRE, ele aparece sem votos na apuração, mas os votos dele são computados. A validação, contudo, só acontece após julgamento do recurso.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.